Pro Maurício Magagnin, com Amor

No frio mendigo, outro copo de esperança no gole de um passo pra fora daqui, nesse tempo de vento que empurra as ideias pra perto do afeto e afasta o adulto dormido dentro do corpo, “vai crescer, moleque!”. Feminino nas palavras, as unhas bem cuidadas e na voz melosa, a incerteza da juventude em busca o não se sabe o quê. Teatro gay, certeza no que toca e o brilho cansado no mundo pequeno, foi pro Rio e virou drag queen - personagens não lhe faltam, o mundo é seu, irmã. Segue o mar de cor e abraça o espaço, flutua em floral de Satã e desenha um mundo melhor. Da falta de mistério daqui, já estamos cheios, cai a gota de sangue no papel e faz do teu homem seu espelho, barba grande e um abraço sincero da tua Tiaga. Aprendi a te amar - despedida é saudação pra quem não vive. Não chora.

Fuck you, tumblr

Fuck you, tumblr

…

…

…

…

Publicado com o instagram

Publicado com o instagram

i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood



i invoke the waters to come in flood

i invoke the waters to come in flood